21
Mai 11

 

O Jogo na Ponta do Pincel

 

 

Todos nós temos quadros em casa. Pequenas pinturas que nasceram de uma inspiração e o artista desabafou na tela. Esses quadros, desabafos ou suspiros estão agora pendurados nas nossas paredes, parados, estáticos; apenas uma ilustração e uma assinatura para serem apreciados de vez em quando.

Clever Studio, vai mais longe dizendo que todos os nossos quadros contam uma história ou estória muito mais complexa e clara do que apenas uma imagem representar outra imagem e eles provam-nos com o Õkami. Ao por o DVD do nosso jogoÕkami na nossa consola que por si está ligada à televisão, a televisão deixa de ser apenas uma televisão e transforma-se numa moldura onde iremos "desenhar" uma

 

Estória

 

de aguarelas. Numa primeira e curta parte do jogo, é-nos contada um prólogo que nos transporta para 100 anos antes da aventura principal. Ficamos a conhecer como um lobo branco e um guerreiro humano Nagi derrotaram um dragão de 8 cabeças chamado Orochi e que ameaçava uma pequena vila e a amada de Nagi. No entanto estes dois corajosos lutadores não o conseguiram derrotar, mas sim aprisionar o monstro.

Voltando ao presente, Susano, descendente de sangue de Nagi, acidentalmente e ignorando as consequências, quebra o selo que aprisionou por 100 anos o temível OrochiOrochi com sede de vingança não foi de modos e eliminou toda (ou quase toda) vida existente. Neste momento, Sakuya, espírito da Natureza, invoca a deusa do Sol para reencarnar no lobo branco Amaterasu.

Amaterasu será o nosso lobo, a personagem principal. Será sempre acompanhado por Issun, um insecto (o "Bug", como gosta Sakuya de o chamar, apesar de ele detestar), que insiste em chamar-nos de "Amy" ou "Furball" (Bola de pêlo). A nossa missão será trazer a vida de volta a este mundo em decadência e eliminar a ameaça. Para isso, teremos uma

 


Publicado Por ChadGrey às 11:49
tags:

Banner
Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar
 
Posts Recentes

Õkami