17
Jun 12

 

As Crónicas De Gelo E Fogo - Livro III 

 

A Fúria Dos Reis, terceiro volume da saga As Crónicas De Gelo E Fogo, é a primeira parte do livro A Clash Of Kings. Tal como aconteceu com os dois livros anteriores (A Guerra dos Tronos e A Muralha de Gelo) que representam apenas o primeiro volume original da saga. A editora decidiu dividir cada volume da saga original em dois não só pela dimensão dos volumes, como também pela divisão da estória. Por um lado concordo, como já o disse, pois mesmo assim cada volume tem cerca de 400 páginas mas por outro lado nós por cá pagamos por dois livros aquilo que deveríamos pagar por apenas um.

 

Este é o livro ao qual foi baseada a primeira parte da segunda temporada da famosa série A Guerra Dos Tronos.

O seu inicio imediatamente a seguir ao fim do segundo volume. Joffrey conquistou, com a ajuda da sua mãe Cersei, o trono de ferro e promete ser um Rei tirano e sem coração para com o seu povo; Arya, filha do morto Edd Stark, continua foragida por entre o seu povo, fingindo-se ser um rapazinho; Sansa tenta sobreviver no seio do reino daquele que matou seu pai; Rob Stark promete conquistar e derrubar o Rei dos Sete Reinos e para isso precisa de ajuda e alianças; Daenerys tenta encontrar abrigo e protecção para os seus três jovens dragões e por aí fora.... Toda a gente sabe que esta é uma saga que nos brinda com um mundo de personagens, todas elas identificadas e carismáticas; de tal modo caracterizadas que não será nenhuma dificuldade percebermos que quem se trata.

 

Tudo começa quando nos seus de Westeros é avistado um cometa encarnado. Cada reino e cada cultura terá a sua visão, estória, lenda, ambição em relação ao que aquele cometa significará. Tudo indica que, apesar de tudo, responde a todas as lendas.

Ao lerem este livro seguirão de perto vários acontecimentos, onde não se limita a uma personagem principal/protagonista. O livro é dividido por capítulos onde em cada capitulo terá o seu protagonista e lhe dará o devido seguimento.

Coisas e situações épicas e imprevisíveis irão acontecer, como a traição do "adoptado" Theon Greyjoy; as artimanhas do anão Tyrion para combater a tirania do Rei e equilibrá-la com os desejos do povo; o coração a comandar as vontade do Rob que deseja a vingança do pai e sua mãe que não esconde o desejo que tem em rever as suas filhas de novo; entre outras paralelas situações tão ou mais surpreendentes.

 

É claramente um livro muito completo e harmonioso, mas que só faz sentido a quem leu os dois anteriores. Quem não leu nem pense em ler este porque apenas estará a ler palavras organizadas que formam frases, mas que nenhum significado ou sentido trazem.

Sem dúvida alguma, um livro que alimenta e bem a melhor saga fantástica e medieval dos nossos tempos.

 

Prós:

  1. Uma continuação fantástica
  2. Várias mudanças estratégicas e imprevisíveis
  3. Se gostaram do que aconteceu até aqui, irão adorar o rumo desta obra

Contras:

  1. Livro sem sentido para quem não leu anteriores
  2. Meio volume do original 

 

Sinopse )

 


10
Nov 11

 

As Crónicas De Gelo E Fogo - Livro II

 

Este livro, A Muralha de Gelo foi lançado originalmente nos Estados Unidos da America em 1996 com o nome: A Game Of Thrones. É verdade. Inicialmente este livro que aqui apresento deveria vir juntamente com o primeiro e aproveito para deixar a crítica à Saída de Emergência, por ter feito esta divisão. Com isto, esta editora ganhou com dois livros quando deveria ter ganho apenas na compra do primeiro. Concordo que os dois livros juntos ficariam "massudos" (mesmo assim não tanto quanto Herança que ultrapassa das 800 páginas), mas não faria o leitor português ter gasto tanto dinheiro, visto que A Guerra dos Tronos ficou "inacabado", em vez de comprar apenas um livro, acabar por ter de comprar dois.

 

Fica a critica nesse sentido da empresa se preocupar mais com o lucro, como óbvio como empresa privada e se calhar merecido, mas não desta maneira esquecendo por completo os leitores que a fazem crescer, e tendo em conta também que noutros países as pessoas leram mesmo livro que nós, portugueses, mas apenas tiveram que gastar dinheiro uma vez. Confesso que se soubesse mais cedo, teria comprado a versão completa.

 

Pormenores à parte, encontramo-nos presente um livro de estimável qualidade. Continuamos a seguir de perto as personagens que vieram para ficar e marcar que nos foram conhecidas no primeiro livro da saga As Crónicas De Gelo E Fogo (A Song Of Ice And Fire).

Parece que o Rei dos Sete Reinos Robert continua um ambicioso e ortodoxo e radicalmente cautoloso, ao ponto de ponderar assassinar a única pessoa que põe em risco o seu trono de ferro: A princesa Daenerys Targaryen quem possui no seu ventre, segundo a professia, o "garanhão que calvagará o mundo". A Mão do Rei, o senhor do Norte Eddard Stark, mais conhecido por Ned claramente não concorda com a opinião do seu rei. Isso custou-lhe o cargo e, posteriormente, foi atacado pelas pelas tropas do Jaime Lannister, irmão da Rainha.

 

Acamado, Eddard recebeu a visita do rei que o readmitiu para ser o seu supremo conselheiro. Este, quase obrigado, aceitou conhecendo bem a teimosia do rei.

Os filhos da Mão: Jon Snow (filho bastardo) aguarda o dia da promessa para poder integrar a patrulha da noite; Bran melhora e adapta-se à sua condição de paralitico a olhos vistos; Sansa está prometida ao princepe Joffrey (filho do Rei dos Sete Reinos); Arya continua a aprender e melhorar a sua arte de espadachim e Robb prova ser um substituto à altura do seu pai nas Terras do Norte. Catelyn, esposa de Ned, mantém prisioneiro o anão Tyron (filho mais novo da família Lannister), pois foi acusado de tentar matar Bran

 

Eddard continua a acreditar que antigo Rei antes de Robert fora assassinado pela esposa do presente Rei e, como se não bastasse, acredita e tem provas de que Joffrey não é filho do Rei em serviço, mas sim da rainha e irmão. Quando Eddard termina a preparação e reunião dos factos de que a sua pesquisa estaria correcta, uma catástofre que promete mudar por completo o mundo veio a acontecer e em má hora.

 

Quem leu a minha opinião sobre o primeiro livro desta saga traduzida, percebeu que achei foi uma estreia excelente e que com certeza veio para marcar uma enorme legião de fãs e seguidores. O estranho fim do primeiro livro foi, obviamente, compensado com este segundo que, apesar de (como se sabe) haver a continuação (A Fúria Dos Reis), é um livro com um final lógico, e não como se tivesse sido interrompido. Mais uma vez dou os parabéns ao Jorge Candeias pela tradução e pela inteligente escolha de termos que normalmente não se traduzem, mas que este justificadamente e bem decidiu traduzir. Quanto ao escritor George Raymond Richard Martin, que já dispensa apresentações, é uma pessoa que é capaz de deixar todos os leitores colados, no verdadeiro sentido da palavra, não só à acção, personagens, argumento, como também deixa o leitor viver o mundo imaginário e fantástico que a sua mente deixa suas mãos escrever.  

 

Depois de lerem este livro, podem ver a primeira temporada da série que, nos 12 episódios até hoje existentes, abrange fielmente os dois primeiros livros da saga.

 

 

Sinopse: )

 


13
Set 11

 

As Crónicas de Gelo E Fogo - Livro I

 

Confesso que quando conheci esta saga, a d'As Crónicas De Gelo E Fogo, que foi na altura que estreou a série baseada nas mesmas crónicas Games Of Thrones nos Estados Unidos da América. Pesquisei melhor sobre os livros e descobri que já haviam saído traduzidos para português oito livros das Crónicas... Hoje já há nove. É sempre um pouco desmotivante saber que "ainda há muito para ler, devia ter conhecido a série há mais tempo!!". Apesar de tudo, e numa nova edição que é acompanhada de uma capa que é a imagem da série, não resisti à fama da mesma e caí na tentação.

 

E em boa hora o fiz, ou melhor, seria em melhor hora ainda se tivesse começado mais precocemente. 

Uma série que em muito lado é comparada à viagem d'O Senhor dos Anéis (que ainda não li, apesar de ter tentado sem sucesso) mas na minha opinião está mais feliz em muitos aspectos.

 

A Game Of Throne é o primeiro livro da saga A Song Of Ice And Fire, foi lançado pela primeira vez nos E.U.A. em 1996 e foi lançado em território português em meados de 2007 com a tradução da responsabilidade de Jorge Candeias que decidiu tratar o nome do livro como A Guerra dos tronos e a série como As Crónicas De Gelo E Fogo.

 

A história deste livro pode muito bem ser contada em muitas páginas, em muitos anos.

Gostaria de vos falar um pouco da personagem principal deste livro mas... Não consegui identificá-la. Está recheado de personagens ricas de enredo e argumentos, ricas em personalidade e liderança neste livro que muito nos conta. Podemos conhecer o Eddard Stark, também conhecido por Ned, um grande amigo do rei dos Sete Reinos Robert Baratheon, casado com a bela Catherin, pai de um filho bastardo Jon Snow, de duas belas filhas Arya e Sansa (duas irmãs muito diferentes uma da outra), Brandon isto apenas integrantes da família Stark, mas todos eles com muito para partilhar connosco.

Depois teremos a família rival, os Lannister; a Daenerys Targaryen (Dany) e o seu irmão Viserys Targaryen que ambiciona ser rei do trono que foi roubado ao seu pai Aerys II (o último da família a sentar-se no Trono de Ferro).

 

Personagens não faltam neste universo e mundo de fantasia que remota aos tempos medievais, mas podem acreditar que nada assustam para perceber o livro, muito pelo contrário tudo convidam a que leiam e conheçam mais.

Podem encontrar uma escrita bastante convidativa e compreensiva, recheada de recursos estilísticos e uma excelente tradução.

 

Nas últimas páginas do livro podemos encontrar referências detalhadas de cada família, de cada casa, de cada brasão, até de cada país e mapa deste mundo vindo directo da mente genial de George R. R. Martin. Onde não há poderes, onde as espadas não ganham fogo, nem feiticeiros que fazem curas milagrosas nem físicas impossíveis; onde a história vicia quem começa a ler.

 

Sínopse )

 


Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar