17
Jun 12

 

As Crónicas De Gelo E Fogo - Livro III 

 

A Fúria Dos Reis, terceiro volume da saga As Crónicas De Gelo E Fogo, é a primeira parte do livro A Clash Of Kings. Tal como aconteceu com os dois livros anteriores (A Guerra dos Tronos e A Muralha de Gelo) que representam apenas o primeiro volume original da saga. A editora decidiu dividir cada volume da saga original em dois não só pela dimensão dos volumes, como também pela divisão da estória. Por um lado concordo, como já o disse, pois mesmo assim cada volume tem cerca de 400 páginas mas por outro lado nós por cá pagamos por dois livros aquilo que deveríamos pagar por apenas um.

 

Este é o livro ao qual foi baseada a primeira parte da segunda temporada da famosa série A Guerra Dos Tronos.

O seu inicio imediatamente a seguir ao fim do segundo volume. Joffrey conquistou, com a ajuda da sua mãe Cersei, o trono de ferro e promete ser um Rei tirano e sem coração para com o seu povo; Arya, filha do morto Edd Stark, continua foragida por entre o seu povo, fingindo-se ser um rapazinho; Sansa tenta sobreviver no seio do reino daquele que matou seu pai; Rob Stark promete conquistar e derrubar o Rei dos Sete Reinos e para isso precisa de ajuda e alianças; Daenerys tenta encontrar abrigo e protecção para os seus três jovens dragões e por aí fora.... Toda a gente sabe que esta é uma saga que nos brinda com um mundo de personagens, todas elas identificadas e carismáticas; de tal modo caracterizadas que não será nenhuma dificuldade percebermos que quem se trata.

 

Tudo começa quando nos seus de Westeros é avistado um cometa encarnado. Cada reino e cada cultura terá a sua visão, estória, lenda, ambição em relação ao que aquele cometa significará. Tudo indica que, apesar de tudo, responde a todas as lendas.

Ao lerem este livro seguirão de perto vários acontecimentos, onde não se limita a uma personagem principal/protagonista. O livro é dividido por capítulos onde em cada capitulo terá o seu protagonista e lhe dará o devido seguimento.

Coisas e situações épicas e imprevisíveis irão acontecer, como a traição do "adoptado" Theon Greyjoy; as artimanhas do anão Tyrion para combater a tirania do Rei e equilibrá-la com os desejos do povo; o coração a comandar as vontade do Rob que deseja a vingança do pai e sua mãe que não esconde o desejo que tem em rever as suas filhas de novo; entre outras paralelas situações tão ou mais surpreendentes.

 

É claramente um livro muito completo e harmonioso, mas que só faz sentido a quem leu os dois anteriores. Quem não leu nem pense em ler este porque apenas estará a ler palavras organizadas que formam frases, mas que nenhum significado ou sentido trazem.

Sem dúvida alguma, um livro que alimenta e bem a melhor saga fantástica e medieval dos nossos tempos.

 

Prós:

  1. Uma continuação fantástica
  2. Várias mudanças estratégicas e imprevisíveis
  3. Se gostaram do que aconteceu até aqui, irão adorar o rumo desta obra

Contras:

  1. Livro sem sentido para quem não leu anteriores
  2. Meio volume do original 

 

Sinopse:

 

O terceiro volume de «As Crónicas de Gelo e Fogo», a melhor série de fantasia da actualidade!


Quando um cometa vermelho surge nos céus de Westeros encontra os Sete Reinos em plena guerra civil. Os combates estendem-se pelas terras fluviais e os grandes exércitos dos Stark e dos Lannister preparam-se para o derradeiro embate.
No seu domínio insular, Stannis, irmão do falecido Rei Robert, luta por construir um exército que suporte a sua reivindicação ao trono e alia-se a uma misteriosa religião vinda do oriente. Mas não é o único, pois o seu irmão mais novo também se proclama rei, suportado por uma hoste que reúne quase todas as forças do sul. Para pior as coisas, nas Ilhas de Ferro, os Greyjoy planeiam a vingança contra aqueles que os humilharam dez anos atrás.
O Trono de Ferro é ocupado pelo caprichoso filho de Robert, Joffrey, mas quem de facto governa é a sua cruel e maquiavélica mãe. Com a afluência de refugiados e um fornecimento insuficiente de mantimentos, a cidade transformou-se num lugar perigoso, e a Corte aguarda com medo o momento em que os dois irmãos do falecido rei avancem contra ela. Mas quando finalmente o fazem, não é contra a cidade que investem...
O que os Sete Reinos não sabem é que nada disto se compara ao derradeiro perigo que se avizinha: no distante Leste, os dragões crescem em poder, e não faltará muito para que cheguem com fogo e morte!

 


"Por um lado concordo, como já o disse, pois mesmo assim cada volume tem cerca de 400 páginas mas por outro lado nós por cá pagamos por dois livros aquilo que deveríamos pagar por apenas um."
Na realidade, pagas quatro vezes mais, visto que cada livro português custa cerca de 20€ e cada livro inglês entre 10-13, mais barato se encomendares da Amazon . Acabas, desta forma, a pagar quatro vezes mais pela mesma coisa.
Viva.

Theon não foi adoptado, era um refém para garantir que o pai, Balon Greyjoy , se mantinha na linha. Teve sorte em ter como "guarda" Eddard Stark , que o tratou como um convidado e não como refém.

Acho que é só :-)

Bom resumo/análise :p
Puff, the Magic Dragon a 18 de Junho de 2012 às 14:36

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar