02
Mar 13

 

"Come on! You started the hotdog eating contest without me?"  Spider-Man 2099

 

Numa industria onde os super-heróis não têm o mesmo tratamento que têm na banda desenhada (formato de onde a maior parte deles nasceram), na televisão ou cinema, mesmo assim à produtoras que investem nestas imagens. O descuido é normal. Estamos a falar de heróis que fazem praticamente tudo e ao colocar um jogador a controla-los, nós vamos querer que eles façam tudo, o que derivado das limitações tecnológicas não é possível.

 

Mas à sempre excepções à regra. Ainda temos bons jogos que fizeram jus a imagem do herói que representam. Temos o X-Men Origins: Wolverine; Spider-Man 2; Batman: Arkham Asylum ou City; Ultimate Spider-Man.

Com isto, para mim que sou consumidor desta forma de entretenimento é sempre um risco investir nestes jogos, pois o rácio de maus jogos é bem superior em relação aos bons jogos. Nesta geração de consolas (PS3) tenho apenas três jogos baseados em Super-Heróis; Spider-Man Web Of Shadows; Batman: Arkham Asylum e agora o Spider-Man: Shatered Dimensions. E é sobre este último título que vos vou falar aqui neste espacito.

 

 

No enorme Universo da Marvel existem várias dimensões divididas pelo tempo ou mesmo por universos paralelos onde existem vários “Homens Aeanha”, que podem ser o Peter Parker ou não. A equipa de desenvolvimento Beenox (um estúdio da Activision) trouxe-nos quatro “dimensões” protagonizadas pelo aranhiço. Estamos a falar do Amazing Spider-Man; Ultimate Spider-Man; Spider-Man Noir e Spider-Man 2099.

Resumidamente, Mysterio continua a fazer das suas e tenciona furtar de um museu um importante artefacto. Esse místico artefacto aumenta os poderes de quem o possui, e é o que Mysterio pretende. Acontece que o aranhiço (Amazing Spider-Man) não facilita e tenta impedi-lo. Ao fazê-lo o artefacto cai e parte-se em 12 bocados, onde 3 pedaços de cada bocado vão parar nas 4 realidades diferentes. Com a ajuda da nossa querida amiga Madame Web que tem poderes telepáticos fará com que as quatro dimensões entrem em sintonia para o objectivo comum: encontrar os pedaços de artefacto espalhados antes que os inimigos tratem disso.

 

Este jogo está divido em três secções. Em cada secção jogaremos quatro níveis com cada homem-aranha distinto. Não sou bom em contas, mas parece-me que teremos então doze níveis. Cada nível é preenchido por cenários distintos, completamente diferentes um do outro e por fim teremos a merecida e muitas vezes gratificante luta de boss em cada um dos 12 níveis.

Cada Spider-Man terá o ambiente adequado aquele que o alimenta, ou seja, Ao jogarmos com o Amazing Spider-Man teremos um ambiente Cell-shading para parecer o mais animado possível; ao jogarmos com o Spider-Man Noir o ambiente é negro, retro e mais virado para a vertente furtiva; quando vestimos o fato de Spider-Man 2099 teremos uma cidade futurista e movimentada, assim como decorada com arranha céus altos; e o fato preto do Ultimate Spider-Man é brilhante e cheio de vida.

 

Não é só no grafismo e no ambiente e dimensão dos níveis que muda de Spider-Man para Spider-Man, mas sim também a jogabilidade.

A minha preferida foi dos níveis do Spider-Man Noir, pois basicamente o objectivo é passarmos despercebidos pelo inimigo, deixando-os inactivos com ataques “takedown” sem sermos descobertos.

Viajarmos até o ano 2099 também é interessante, pois o fato dá-nos poderes para combates mais rápidos e Combos mais frenéticos, assim como a habilidade especial de diminuir a velocidade do tempo dos nossos inimigos facilitando as esquivas ou atribuindo mais combos.

Todos os que conhecem Spider-Man e as suas venturas têm um carinho especial pelo Venom e o seu poder, assim como o fato preto do Spider-Man. Este fato Symbiote dá-nos poder de infligir ataques em várias direcções, assim como o ataque especial acelará os nossos ataques e aumentará o alcance dos mesmos.

Resta-nos o Amazing Spider-Man que, basicamente, é aquele homem-aranha que todos nós conhecemos e gostamos.

Todas as quatro aranhas podem activar o sensor aranha ao carregar para baixo no D-Pad. Com este modo seleccionado é fácil descobrir para onde nos temos que dirigir, assim como a localização dos nossos inimigos.

 

Sinceramente já estava cansado de jogos do homem aranha em sandbox e este jogo por níveis foi um progresso no sentido em que conquista o jogador, sem o cansar. Para fazer uma missão, digamos assim, não teremos que fazer Web-swing pela cidade inteira (o que é giro nos primeiros 20 minutos, depois pode ser cansativo); basta seleccionar a missão desde que já esteja disponível. E o bom é que teremos 12 inimigos muito nossos conhecidos para lidar! Não consigo esconder o encanto que foi defrontar Carnage, o anti-herói Deadpool, Kraven, Hammerhead, Scorpion, Rhino e os outros nossos conhecidos como o Octopus, Green Goblin entre outros 4 que gostarão de reencontrar cada caracterizado como visto nas suas épocas ou dimensões de jogo.

 

Com isto percebemos um pouco do que se trata este jogo. Peca pela dificuldade onde mesmo com o modo Hard seleccionado, o jogo é bastante acessível. Mesmo a evolução das aranhas é algo que não teremos dificuldades em aumentar o seu poder. Algo que ajudará neste processo é concluir a chamada Web Of Chalenges, onde cada nível terá uma série de desafios como ir do ponto A ao B em menos de X segundos, derrotar Y inimigos da Z forma, entre outros. Fazer isto não só ajudar para ganharmos pontos para desbloquear ataques e habilidades, como também bónus para a nossa galeria como trabalhos de arte ou mesmo fatos alternativos para as várias dimensões.

Despeço-me dizendo que já joguei a sequela espiritual Spider-Man: Edge Of Time e que poderei comentar por aqui assim que poder e tiver tempo. Deixo-vos os prós e contras:

 

Prós:

  1. Quatro dimensões distintas
  2. Estória simples mas funcional
  3. Combos recriados para cada dimensão com fidelidade
  4. sentido de humor doseado, mas inteligente

Contras:

  1. Apesar dos esforços, pode ser repetitivos em certas ocasiões
  2. Só o Spider-Man 2099 e o Ultimate é que tiveram direito a habilidade especial.
Publicado Por ChadGrey às 12:24

Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar