24
Fev 13

 

 

Todos Mortos

Não Entrar

 

Depois do incrível e, por um lado, inesperado sucesso das bandas desenhadas e séries The Walking Dead, decidiram trazer ao público um livro, que nesta altura é mais justificado tendo em conta a personagem protagonizada neste exemplar.


Quem acompanha a série televisiva, estamos neste momento a assistir a terceira temporada onde parece que os nossos amigos têm um problema muito maior que apenas zombies, ou andantes, ou caminhantes, ou mortos-vivos, ou... etc.. Estamos a falar de uma pequena comunidade de pessoas vivas que se encontram a viver as suas vidas normais, mas são lideradas por um senhor que se auto-intitula por “Governador”.


Isto tudo falando sem contar nada demais sobre a série para não estragar surpresas, está a acontecer na série televisiva. O livro conta-nos o passado e como tudo começou para este líder nato, e implacável.


The Walking Dead: Rise Of The Governor saiu nos EUA no decorrer do ano 2011 e não é preciso conhecer muito para saber que tem tudo para agradar aos fãs da série, que não são poucos. Por cá, os portugueses podem comprar o livro desde o final do ano passado.
Foi escrito por Robert Kirkman que veio ao mundo com a sua criação (esta série em particular) no formato Banda Desenhada e também é o produtor-executivo e argumentista da série televisiva e por Jay Bonansinga conhecido escritor de romances onde predominam o terror; no seu currículo podemos encontrar livros como The Black Mariah, Perfect Victim ou Frozen.


Currículos e apresentações a parte, como disse, nem sempre o conhecido agora “Governador” foi implacável e pode ser que tenha tido os seus motivos para se moldar a imagem que teve. Somos colocados numa época onde o vírus atingiu a humanidade em força à apenas quatro meses
atrás e o objectivo do grupo que iremos conhecer é o mesmo que de costume: sobreviver sem perder vidas; sem deixarem-se iludir pelas pessoas que conhece que também podem ter outros propósitos e ter sempre alimentos e água disponíveis.


O grupo que iremos conhecer é constituidos pelos simpáticos Brian, Philip Blake, a pequenina Penny, Bobby e Nick. Estes são os nomes das

pessoas que vos vão acompanhar. Alguns podem ser vossos conhecidos, mas talvez não sejam as pessoas que vocês conhecem como são. 

 

Tenho que elogiar a conexão que existe neste livro entre a banda desenhada e a série. Quem conhece ambos sabe que muitas situações foram alteradas na série. A gosto de uns para melhor, a outros para pior, por isso sinto que houve um esforço para relacionar situações desconhecidas à
série televisiva com alguns fascículos da banda desenhada. Acho que vão adorar ler a placa: “Todos Mortos; Não Entrar”.


Como já disse, para os fãs da série televisiva ou da banda desenhada e que gostem de ler, têm aqui um livro obrigatório.
Para quem por algum motivo não goste da série, mas goste da temática “Zombie” pode encontrar aqui um bom exemplar também (incomparável com Cell, por exemplo). A estes últimos o único senão é que haverão momentos chave que passarão ao lado do leitor que desconhece a série, mas serão momentos nostálgicos e trarão boas recordações a quem conhece.
Vou agora num instante guardar umas comidas enlatadas para futuras eventualidades.

 

Prós:

  1. Relação à Banda Desenhada e Televisão
  2. Personagens
  3. Estória, que apesar de simples, é cativante e chamativa
  4. Twist de fazer o leitor abrir a boca

Contras:

  1. Alguns momentos são repetitivos e não havia necessidade de os vermos, de novo
  2. Porque é que toda a gente age como se nunca tivesse visto um filme de zombies?!  


Sinopse:

 

No universo de The Walking Dead (uma admirável Banda Desenhada agora transformada numa premiada série de televisão) não há maior vilão do que o Governador. Ele é o déspota que governa a cidade isolada de Woodbury e tem doentias noções de justiça: seja a forçar prisioneiros a combater zombies na arena para divertimento dos locais, seja a destroçar violentamente aqueles que o confrontam.


O Governador é um vilão que tão cedo não se esquece e a sua história é uma das mais controversas que Robert Kirkman, criador de The Walking Dead, alguma vez concebeu. Agora, pela primeira vez, os fãs irão descobrir como é que o Governador se tornou neste homem implacável e aquilo que o levou a tais extremos.


Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar