24
Jul 12

 

LIVRO II DA TRILOGIA: OS JOGOS DA FOME


"Minhas senhoras e meus senhores, bem-vindos aos Septuagésimos Quintos Jogos da Fome"

 

É assim que começa o Capítulo III com a voz do apresentar destes jogos: Claudius Templesmith.

Sim, adivinharam, vão haver uns "segundos" (assistidos por nós). O que certamente não adivinharão é quem serão os seus intervenientes. Também não sou eu quem vos vai dizer.

 

Como costume, uma pequena situação cronológica do livro neste ainda mais pequeno livro, estamos a falar do, título original, Catching Fire escrito um ano após o seu antecessor, Os Jogos da Fome, ou seja em meados de 2009. Em Portugal saiu um anos depois e, até Abril deste ano 2012, já contava com 5 edições, muito por força da fama que o filme baseado no primeiro livro teve, deixando os curiosos ansiosos por mais aventuras da Katniss, do Peeta e do Gale.

 

Perfeitamente normal (ainda não vi o filme, mas acreditando que é minimamente fiel ao livro) este pequeno mas rico universo criado pela Suzanne Collins não só tem todos os ingredientes para criar algo grandioso, como estão magicamente envolvidos. Aproveito para informar que por muito que me esforce é-me difícil falar-vos deste segundo livro sem "involuntariamente" spoilar o primeiro. Estejam a vontade para fechar a janela, ou mandarem-me para certos e determinados sitios menos bonitos na zona de comentários. Adiante...

 

Continuamos a narrar a estória na pele da Katniss uma das vencedoras da última edição dos Jogos da Fome. Normalmente e todas as 74 edições destes jogos apenas houve um vencedor. A estratégia de KatnissPeeta fez com que os produtores dos jogos mudassem também as regras no último minutos, deixando estes dois habitantes do Distrito 12 vivos. Esta mudança não foi vista com bons olhos pelo Capitólio e o seu Presidente Snow leu todo este cenário como uma afronta e com medo que os Distritos entrem em motins criando uma nova revolução que ameace a autoridade do Capitólio, o Presidente vai ter que tomar medidas [extremas]. 

 

Não quero adiantar muito mais sobre a aventura que, principalmente as três personagens (Katniss, Peeta e Gale) irão viver nestas páginas, mas vou aproveitar as palavras que estão na capa do livro da escritora Stephenie Meyer (criadora da saga Crepúsculos, cujos livros e filmes nunca li ou assisti) e concordar a cem por cento que após as conhecermos no primeiro livro, neste cresceram em todas as suas características e habilidades. Acreditem. Todas as acções pensadas ou não vão mexer com muita gente, criando certamente emoções de empatia entre o leitor e estes jovens.

 

Livro muito bem dividido e a gestão da sua construção foi excelente. Houve momentos em que pensei: "será que irei ler uma cópia resumida do primeiro?" Mas não. Li um livro novo, uma nova aventura. Não irei ler imediatamente o terceiro, ainda estou a espero de poder ver o filme baseado no primeiro, mas estou muito curioso para saber como termina esta trilogia e a seu tempo terei todo o gosto em descobrir.

 

Prós:

  1. Continuação directa do primeiro
  2. As personagens estão mais vivas e empenhadas
  3. Mais rápido e rítmico que o primeiro

Contras:

  1. O final não foi tão "final" quanto o primeiro foi, desejando a leitura imediata do seguinte
  2. Alguns erros na construção discurso directo/discurso indirecto.

 

Sinopse:

 

Pela primeira vez na história dos Jogos da Fome dois tributos conseguiram sair da arena com vida. Mas o que para Katniss e Peeta não passou de uma estratégia desesperada para não terem de escolher entre matar ou morrer, para os espectadores de todos os distritos foi um acto de desafio ao poder opressivo do Capitólio. Agora, Katniss e Peeta tornaram-se os rostos de uma rebelião que nunca esteve nos seus planos. E o Capitólio não olhará a meios para se vingar…

 


Banner
Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar