02
Jul 12

 

"Snake, you can say that because you're a legend. But I'm Jack the Ripper, a terrible reminder of a dirty mistake." (Raiden)

 

 

 

 

 

Metal Gear Solid 2: Sons Of Liberty. A Playstation2 saiu em meados do ano 2000 e os jogadores anseiam para conhecer o poder da nova consola e acima de tudo depois de jogarem o épico Metal Gear Solid. Hideo Kojima não demorou tempo a responder aos jogadores e um ano depois da consola sair podemos por as mãos finalmente no Solid Snake. Acontece que Kojima tinha uns truques na manga e disse aos jogadores que Snake podia ter um parceiro, parceiro esse que promete trazer muita polémica a todo o universo Metal Gear.

 

Quatro anos depois dos eventos de Shadow Moses, o legendário Solid Snake a trabalhar em conjunto com o Otacon, decidem eliminar qualquer vestígio dos Metal Gear. Otacon tem conhecimento que um Metal Gear se encontra num navio e a missão de Snake é fotografá-lo no navio. Missão essa que pode ter as suas surpresas (des)agradáveis.

Neste pequeno episódio protagonizado pelo Snake iremos descobrir o poderio da nova consola. Ninguém fica indiferente à qualidade gráfica, sonora, da jogabilidade mais solta e intuitiva que foi possível com esta evolução.

 

Graficamente poderão visualizar as formações corporais e faciais ao pormenor. Enquanto na Playstation One as personagens não passavam de vultos vestidas com uma imagem pixalizada, poderemos assistir a uma brutal evolução no sentido em que agora podemos ver ao pormenor a face da personagem, tal como a sua expressão, penteado (para não falar da bandana) e o fato também está completamente em três dimensões, onde claramente verificamos os compartimentos na suit onde se armazena todos os utensílios que podem ser encontrados durante esta aventura.

 

 

Agora conto-vos a verdadeira "partida" que Kojima preparou para os seus fãs: o parceiro de Snake, conhecido por Raiden. Amado por muitos, odiado por outros tantos (tenho que confessar que sou daqueles que gosta da personagem e do quanto ela significa para o jogo) Raiden protagoniza três quartos deste jogo. Ele é metido nesta alhada toda dois anos depois dos eventos do capítulo "Tanker" (onde Snake é a tua personagem), onde é infiltrado numa plataforma de tratamento marítimo chamada Big Shell e a sua missão é resgatar o presidente dos Estados Unidos da América e todos os outros reféns que se encontram sob a alçada de um grupo terrorista chamado "Sons Of Liberty". Querem negociar o resgate do presidente e todos os outros reféns em troca de dinheiro. Raiden durante os primeiro momentos na plataforma conhece outro "mercenário", o Iroquois Pliskin, que se encontra empenhado em o ajudar, sem este saber o porquê. Acontece que têm que trabalhar em conjunto, mas em áreas diferentes. Simples?!? Nada de complicado nem "mind blow" mesmo como Kojima já nos habituou? Sinceramente eu prefiro que sejam vocês a descobrir por vocês mas uma coisa vos garanto, terão durante as 25horas de jogo para descobrir como e quanto toda esta estória pode ser das mais complexas e surpreendentes duma geração.

 

A jogabilidade também teve direito a uns acertos. Uma especial atenção para o modo de primeira pessoa, em que agora podemos fazer o uso da arma nesse mesmo modo. É um modo muito útil, onde podemos apontar e disparar onde nos for mais conveniente. Poderemos também fazer um movimento evade que consiste numa cambalhota a frente que pode ser útil não só para nos esquivarmos de balas, como também para colocar os inimigos inconsciente ou acalma-los temporariamente. Quanto ao resto está tudo mais ou menos como já conhecemos do título anterior. 

 

Eu gostaria de vos fazer uma chamada de atenção quanto ao trabalho sonoro que está como nunca antes visto em nenhum videojogo antes. Invejável ainda nos dias de hoje. Parece impossível contado e não sei se consigo descrever por palavras o quanto poderoso pode ser o efeito sonoro neste jogo, conjugado com o enredo e o argumento usado durante o jogo. Vai ser impossível o jogador interagir com a estória e ao ouvir todos os efeitos sonoros não sentir qualquer impacto. se não sentirem é porque vocês não têm sangue nas veias e muito menos um coração para o bombear. É claro que os já conhecidos e de marca theme songs também estão presentes.  Quando forem avistados pelo inimigo e surgir aquele ponto de exclamação em cima das suas cabeças, já sabem perfeitamente qual é o som que irão ouvir.

 

Tudo isto que vos falei está presente na primeira versão do jogo: Metal Gear Solid 2: Sons Of Liberty. Com o sucesso enorme que o jogo teve, decidiu-se que uma nova versão do jogo mais completa estaria presente no mercado. Metal Gear Solid 2: Substance foi o melhor upgrade que este jogo poderia ter. 

Resumidamente teremos tudo aquilo que descrevi acima mais alguns extras. O modo de estória, tal como os seus modos de dificuldade estão inalteráveis. Mas é acrescentado novas missões para o Snake e Pliskin, tal como uma série de VR Missions distribuídas por várias personagens, e dificuldades distintas. Há inclusive um modo nas VR Missions que é apenas na primeira pessoa e temos que nos deslocar e também disparar para os respectivos alvos em simultâneo; decidi fazer uma alusão a este modo em particular porque promete uma evolução no futuro à série. A versão Substance saiu também para a XBox e PC/Windows, mas a versão PS2 teve direito a um modo exclusivo, o modo "SkateBoard" que se aproveita das mecânicas de outro jogo também da Konami Evolution Skateboarding, mas com personagens Metal Gear Solid e pistas a condizer.

 

Este jogo foi ramsterizado para as consolas de alta definição sendo que a versão Substance, tanto para a PS3 como para a XBox 360, são o port da versão XBox. Mais tarde farei um artigo dedicado à Collection HD.

 

Prós:

  1. Épico e majestoso
  2. Banda sonora irrepreensivel
  3. Jogabilidade com melhorias significativas
  4. Vários modos de dificuldade, sendo o "European Extreme" para os verdadeiros duros
  5. Versão Substance aumenta gradualmente a já grande longevidade
  6. Coleccionar todas as Dog Tags é um vício
  7. Easter Eggs brutais e que os fãs irão adorar

Contras:

  1. Os cenários são, por vezes, algo vazios
Publicado Por ChadGrey às 20:47

6 comentários:
Excelente análise...estou mesmo com vontade de comprar a colection...mas sem jogar o primeiro..n me apetece nd jogar algo pre-datado
Majinalex a 15 de Julho de 2012 às 23:31

Obrigado pelo comentário.

Também fiz uma análise ao primeiro Metal Gear Solid. http://lerparaviver.blogs.sapo.pt/33507.html

Compreendo perfeitamente a hesitação ao começar a jogar um jogo "datado" como já é o Metal Gear Solid. Mas a meu ver continua a ser um jogo intemporal. Com gráficos datados, sim, mas tudo o resto é tão actual que é sempre gratificante jogá-lo.

Eu como fã não só recomendo como obrigo, mas tentando por uma máscara de imparcial, apenas o obrigo!!

Sinceramente, o MGS 2 foi o jogo que me fez afastar da saga, simplesmente detestei a história, o que é uma pena porque a jogabilidade em si é muito boa

Não consigo concordar.
A Estória está muito boa! Posso concordar que tenha alguns (poucos) plot hole, mas mais tarde visto que foram mais que justificados.
Mas pronto, gostos são gostos, e eu adorei a estória e sua construção de Metal Gear Solid 2.
ChadGrey a 14 de Outubro de 2012 às 17:50

Já estou a jogar metal gear desde o mês passado, e estou a adorar a historia...tudo isto para poder jogar o mgs4 em condições, depois de comprar a colection, joguei o 2 e fiquei abismado, para mim, melhor que o mgs3 de longe...Depois joguei o portable ops na psp, gostei...é diferente, e arranquei para o peace walkerHD e estou abismado, não só, como o melhor mgs, mas tb como o melhor jogo que passou na minha ps3..visitei o teu forum para confirmar com a analise que fizeste, mas ainda nao a tens.
Desde já, agradeço o incentivo a jogar a série toda.
Cumprimentos,
Majin
Majinalex a 5 de Outubro de 2012 às 02:22

Olá Sr. Majin,

É verdade, tenho andado desligado aqui do Blog, por motivos de preguiça também, mas voltei ;)
Assim que possível podes ler a minha análise e obrigado pelos comentários!

Cumprimentos e volta sempre!
ChadGrey a 14 de Outubro de 2012 às 17:46

Banner
Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar