14
Jun 12

 

"A Professora me deu um «Excelente» porque li a bibliografia toda sem vomitar" 

 

Este foi um livro que optei por comprar mesmo por impulso. Não sabia nada sobre o mesmo e desconhecia por completo a sua existência. Comprei e, por fim, não me arrependi.

I Am Not a Serial Killer foi escrito por Dan Wells nos Estados Unidos da América em 2010. Este ano a editora Contraponto decidiu trazer-nos esta obra para o nosso país sobre o título Eu Não Sou Um Serial Killer. Foi o primeiro conto escrito e publicado por este escritor.

 

Nele Dan Wells apresenta-nos um rapaz, de 15 anos, chamado John Wayne Cleaver. Um rapaz que aparentemente normal, apesar de anti-social, tem uma terrível obsessão: Acredita que está pré-destinado a ser um futuro Serial Killer. Neste momento é apenas obcecado por eles. Estuda tudo relacionado com os mais antigos Serial Killers, todos os trabalhos da escola que tema livre ele faz a esse respeito.

O seu hobbie também demonstra a sua personalidade fria e cruel com os outros seres humanos, ou que outrora foram pessoas... O negócio de família é gerir uma pequena agência funerária. Este pequeno rapaz ajuda a sua mãe no processo de preparar os corpos, e quando o faz, fá-lo com muito gosto e satisfação.

Posteriormente diagnosticado por ser um sociopata, é constantemente acompanhado pelo seu psicólogo que o orienta e ajuda na sua resistência à sua orientação. No fim poderá ser tudo em vão.

 

Num acompanhamento cerrado ao John Wayne, pois toda a aventura é contada na primeira pessoa do jovem que não é um serial killer, facilmente nos adaptamos ao mesmo e às suas taras, que até chegam a parecer justificáveis. Por fim, finalmente aconteceu o que o jovem sempre desejou: um serial killer está a matar na sua cidade e este o quer encontrar primeiro que as autoridades.

 

É um livro adaptado a todas as idades, mas mais recomendado aos jovens adultos. Se gostam do mais famoso serial killer da ficção literária e televisiva, o Dexter, ainda mais facilmente gostarão deste jovem John. Contudo e apesar de gostar imenso de ler o livro, não posso ignorar o forte sabor amargo que senti ao ler o final deste livro, fugindo por completo à realidade que pensei que fosse ser, e pela negativa.

 

Um livro que posteriormente soube que, no geral, teve boas críticas... Nada de extraordinário, mas também nada que se possa ignorar. Dan Wells já respondeu às boas críticas com duas sequelas. A directa intitulada de Mr. Monster que foi lançada em 2010 no país natal e o I Don't Want To Kill You. Esperemos então que a editora Contraponto decida traduzir também as sequelas.

 

Prós:

  1. Leitura rápida e interessante
  2. Personagens carismáticas e bem caracterizadas
  3. Recursos a elementos históricos

Contras:

  1. Um final desgastante
  2. O livro é curto

 

 

Sinopse:

 

John Wayne Cleaver é um rapaz potencialmente perigoso - muito perigoso. E passou toda a sua vida a tentar não cumprir o seu potencial É bem-comportado, calado, tímido e reservado, mas incapaz de sentir empatia e de compreender as pessoas que o rodeiam. Prefere conviver com os mortos; o seu trabalho (e o seu passatempo favorito) é embalsamar cadáveres na casa mortuária que pertence à sua família. Além disso, partilha o nome com um famoso serial killer e tem uma obsessão quase incontrolável por psicopatas e assassinos em série. Sob estas circunstâncias, parece que o seu destino está traçado. Contudo, John Wayne Cleaver é plenamente consciente das suas invulgares características, e quer a todo o custo impedir-se a si mesmo de matar. Para tal, criou um conjunto de regras muito precisas: tenta cultivar apenas pensamentos positivos pelas pessoas que o rodeiam (até pelo bully do liceu), evita criar laços ou interessar-se por elas (tem apenas um amigo da sua idade) e, sobretudo, tenta a todo o custo manter-se afastado do fogo (que gosta de atear), dos animais (que gosta de dissecar) e de locais e vítimas de crimes. As suas regras vão ser postas à prova quando é encontrado um corpo terrivelmente mutilado - e depois um segundo, e um terceiro. Será que na sua pacata vila existe uma criatura ainda mais perigosa do que John Wayne Cleaver?

 


Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar