23
Nov 11

 

Millennium 2 

 

Flickan Som Lekte Med Elden, título original do livro sueco, é o segundo livro da parte integrante da trilogia Millennium. O primeiro livro é o Os Homens Que Odeiam As Mulheres (Podem clicar no título para lerem o meu comentário) e o terceiro é o: A Rainha No Palácio das Correntes de Ar (Farei comentário assim que o ler). Esta saga foi originalmente preparada para ser uma decalogia, mas infelizmente Stieg Larsson sofreu uma prematura morte por motivos, aparentemente, patológicos.

 

Neste livro, acompanharemos novamente personagens anteriormente conhecidas, tais como a introvertida e carismática Lisbeth Salender, o jornalista Mikael Blomkvist e sua colega e companheira Erika; tecerão toda uma aventura que fará o leitor sofrer, e não será apenas por roubar horas de sono aos seus leitores, como também conquistarão e prenderão o leitor à sua estória, possivelmente fictícia mas que facilmente se confunde com a realidade.

 

Lisbeth é uma mulher crescida. Não mudou nem adoptou a sua personalidade à "realidade", mas está mais madura e consciente dos seus objectivos. É agora uma pessoa que pensa um pouco no futuro. Agora tem dinheiro, tem ainda puder sobre o seu tutor Bjurman ao qual lhe deixou uma marca tatuada que o identificará para sempre. Tu corre bem até que decide invadir o computador do jornalista ao qual trabalhou e se relacionou no passado e descobre um nome que a tormenta: Zala.

 

Mikael usou todos os esforços que tinha para conseguir voltar a falar com Lisbeth que misteriosamente desapareceu. Todos foram em vão. Entretanto este conhece Dag Svensson, um jornalista que prepara um livro onde decide divulgar nomes de figuras conhecidas e ricas que estão envolvidas no tráfico de mulheres; e a companheira Mia Johansson, uma detective criminal que prepara o seu doutoramento também baseado na mesma matéria que apesar de ter leis que desaprovam a sua prática, a fiscalização é insuficiente. 

 

Acontece que certo dia, quando Mikael na categoria de amigo e editor da Millennium que orientava o livro de Dag se dirigia para visitar o casal ao seu apartamento, este deparou com o casal morto no seu próprio apartamento. Investigações preliminares, e não só, de vários departamentos de investigação apontam Lisbeth como principal suspeita. Mikael é o único que não acredita na sua culpa e fará também a sua investigação com a ajuda bastante omissa da própria Lisbeth e de mais poucos.

 

O tamanha deste livro e da trilogia é enorme. Este livro tem mais de 600 páginas e no fim ficamos impressionados como conseguimos ler tão rapidamente um livro tão maçudo. Stieg Larsson tinha claramente o dom não só para escolher temas interessantes e cativantes, como para escrevê-los de modo a criar personagens que ficarão na história e com um argumento alucinante e rápido. Quererão certamente conhecer a Lisbeth e o Mikael.  

 

 

Sinopse:

 

Depois de uma longa estada no estrangeiro, Lisbeth Salander regressa à Suécia e instala-se luxuosamente numa zona nobre da cidade. Mikael Blomkvist, que tentara contactá-la durante meses, sem sucesso, desiste e concentra-se no trabalho. À Millennium chega material para uma notícia explosiva: o jornalista Dag Svensson e a sua companheira Mia Johansson entregam na editora dois documentos que provam o envolvimento de personalidades importantes numa rede de tráfico de mulheres para exploração sexual.

Quando Dog e Mia são brutalmente assassinados, todos os indícios recolhidos no local do crime apontam um suspeito: Lisbeth Salander, e a polícia move-lhe uma implacável perseguição. Lisbeth Salander, que está disposta a romper de vez com o passado e a punir aqueles que a prejudicaram, tem agora de provar a sua inocência e só uma pessoa parece disposta a ajudá-la: Mikael Blomkvist que, apesar de todas as evidências, se recusa a acreditar na sua culpabilidade.


comentário:
Antes de mais, quero dar-lhe os meus parabéns pelo blogue que criou!

Descobri-o pesquisando no Google sobre críticas literárias acerca dos livros de Stieg Larsson, mais propriamente a trilogia Millennium e por aí , entrei aqui!

Congratulo-o também pelo português cuidado que aplica nas suas críticas, o que é algo que, infelizmente, cai muito em desuso atualmente.

Quanto à crítica literária referida, quero parabenizá-lo mais uma vez, pois as minhas dúvidas que tinha ficaram saldadas definitivamente e vou avançar para a compra da trilogia que sei que me vai deliciar.

Um abraço , deste novo leitor.
Ivan Cantarino.
Ivan Cantarino a 6 de Janeiro de 2014 às 00:20

Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar