10
Nov 11

 

As Crónicas De Gelo E Fogo - Livro II

 

Este livro, A Muralha de Gelo foi lançado originalmente nos Estados Unidos da America em 1996 com o nome: A Game Of Thrones. É verdade. Inicialmente este livro que aqui apresento deveria vir juntamente com o primeiro e aproveito para deixar a crítica à Saída de Emergência, por ter feito esta divisão. Com isto, esta editora ganhou com dois livros quando deveria ter ganho apenas na compra do primeiro. Concordo que os dois livros juntos ficariam "massudos" (mesmo assim não tanto quanto Herança que ultrapassa das 800 páginas), mas não faria o leitor português ter gasto tanto dinheiro, visto que A Guerra dos Tronos ficou "inacabado", em vez de comprar apenas um livro, acabar por ter de comprar dois.

 

Fica a critica nesse sentido da empresa se preocupar mais com o lucro, como óbvio como empresa privada e se calhar merecido, mas não desta maneira esquecendo por completo os leitores que a fazem crescer, e tendo em conta também que noutros países as pessoas leram mesmo livro que nós, portugueses, mas apenas tiveram que gastar dinheiro uma vez. Confesso que se soubesse mais cedo, teria comprado a versão completa.

 

Pormenores à parte, encontramo-nos presente um livro de estimável qualidade. Continuamos a seguir de perto as personagens que vieram para ficar e marcar que nos foram conhecidas no primeiro livro da saga As Crónicas De Gelo E Fogo (A Song Of Ice And Fire).

Parece que o Rei dos Sete Reinos Robert continua um ambicioso e ortodoxo e radicalmente cautoloso, ao ponto de ponderar assassinar a única pessoa que põe em risco o seu trono de ferro: A princesa Daenerys Targaryen quem possui no seu ventre, segundo a professia, o "garanhão que calvagará o mundo". A Mão do Rei, o senhor do Norte Eddard Stark, mais conhecido por Ned claramente não concorda com a opinião do seu rei. Isso custou-lhe o cargo e, posteriormente, foi atacado pelas pelas tropas do Jaime Lannister, irmão da Rainha.

 

Acamado, Eddard recebeu a visita do rei que o readmitiu para ser o seu supremo conselheiro. Este, quase obrigado, aceitou conhecendo bem a teimosia do rei.

Os filhos da Mão: Jon Snow (filho bastardo) aguarda o dia da promessa para poder integrar a patrulha da noite; Bran melhora e adapta-se à sua condição de paralitico a olhos vistos; Sansa está prometida ao princepe Joffrey (filho do Rei dos Sete Reinos); Arya continua a aprender e melhorar a sua arte de espadachim e Robb prova ser um substituto à altura do seu pai nas Terras do Norte. Catelyn, esposa de Ned, mantém prisioneiro o anão Tyron (filho mais novo da família Lannister), pois foi acusado de tentar matar Bran

 

Eddard continua a acreditar que antigo Rei antes de Robert fora assassinado pela esposa do presente Rei e, como se não bastasse, acredita e tem provas de que Joffrey não é filho do Rei em serviço, mas sim da rainha e irmão. Quando Eddard termina a preparação e reunião dos factos de que a sua pesquisa estaria correcta, uma catástofre que promete mudar por completo o mundo veio a acontecer e em má hora.

 

Quem leu a minha opinião sobre o primeiro livro desta saga traduzida, percebeu que achei foi uma estreia excelente e que com certeza veio para marcar uma enorme legião de fãs e seguidores. O estranho fim do primeiro livro foi, obviamente, compensado com este segundo que, apesar de (como se sabe) haver a continuação (A Fúria Dos Reis), é um livro com um final lógico, e não como se tivesse sido interrompido. Mais uma vez dou os parabéns ao Jorge Candeias pela tradução e pela inteligente escolha de termos que normalmente não se traduzem, mas que este justificadamente e bem decidiu traduzir. Quanto ao escritor George Raymond Richard Martin, que já dispensa apresentações, é uma pessoa que é capaz de deixar todos os leitores colados, no verdadeiro sentido da palavra, não só à acção, personagens, argumento, como também deixa o leitor viver o mundo imaginário e fantástico que a sua mente deixa suas mãos escrever.  

 

Depois de lerem este livro, podem ver a primeira temporada da série que, nos 12 episódios até hoje existentes, abrange fielmente os dois primeiros livros da saga.

 

 

Sinopse:

 

O segundo volume de «As Crónicas de Gelo e Fogo», a melhor série de fantasia da actualidade.


Eddard Stark só aceitou o prestigiado cargo de Mão do Rei para proteger o rei... Ou não suspeitasse que o anterior detentor desse título fora mandado assassinar pela rainha. Mas agora Eddard tem a certeza que foi ela. E também sabe a razão: a rainha tem um segredo escabroso que pode levar à queda da dinastia e mesmo à guerra civil!

E como se a conspiração palaciana não bastasse, tudo piora quando o rei Robert Baratheon é ferido mortalmente por um animal numa caçada. Mas a Mão do Rei já desconfia de tudo: terá sido mesmo um animal... ou o trabalho de mais um assassino da rainha? Um homem honrado e justo, Eddard Stark começa a temer ser derrotado pelo ninho de víboras que é a Corte e a Casa Lannister.

Mas a ameaça de guerra civil não é a pior sombra que paira no ar. No norte, para lá da muralha de gelo, uma força misteriosa manifesta-se de maneira sobrenatural. E ainda mais longe, a última herdeira dos Targaryen prepara-se para invadir os Sete Reinos com o maior exército alguma vez visto... e com o auxílio de dragões!

 


Banner
Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar