15
Out 11

 

Millennium 1

 

Stieg Larsson, sueco, viveu entre os anos de 1954 e 2004 e foi durante a sua vida profissional jornalista e escritor. Este enquanto escritor escreveu a famosa Trilogia Millennium, mas ao contrário do que se costuma fazer, este entregou o manuscrito da sua obra toda de uma só vez aos seus editores em 2004. Pouco tempo depois morreu precocemente de um ataque cardiaco, o que o impediu de testemunhar o sucesso do rumo que os seus livros acompanham. Em 2008 foi o segundo escritor que mais vendeu nesse ano.*

 

O primeiro livro da trilogia Millennium é o Män Som Hatar Kvinnor (título original/sueco) cuja edição portuguesa adoptou Os Homens Que Odeiam As Mulheres

Neste livro conta-nos tudo o que envolve entre certas personagens durante um ano do calendário gregoriano, e onde muita coisa pode acontecer. Uma das personagens principais é o Mikael Blomkvist, muito conhecido por Super Blomkvist, é um jornalista e co-director da revista Millennium, mas como foi condenado a três meses de prisão, decide retirar-se do cargo, pelo menos temporariamente. No entanto, um milionário empresário Henrik Vanger que luta à mais de quarenta anos para descobrir sobre o desaparecimento da sua sobrinha-neta Harriet Vanger faz um contrato milionário com o jornalista para encontrar, ou tentar, uma resposta para o seu desaparecimento ou assassinato.

 

Mikael aceita a proposta, mas com outras intenções mais pessoais, e que nada têm a ver com o dinheiro. Mas acontece que realmente se depara com um caso bastante interessante, intigrante até; mas para ir mais fundo, este terá que pedir ajuda a uma das personagens mais misteriosas que já li num romance: a jovem e carismática Lisbeth Salander: 24 anos, Hacker, trabalha como freelancer para uma empresa de segurança privada, com bastantes tatuagens o que socialmente a exclui de mais respeito que realmente merece. Esta promete ajudar o jornalista de maneira que nem lhe passa pela cabeça.

 

Sim, é um livro obrigatório, não só para quem gostar de investigação, como também para quem gostar de uma boa trama familiar e onde se percebe que nas famílias milionárias à bem mais pratos sujos que em famílias mais carênciadas.

Em 2009 saiu um filme baseado nesta obra, sueco e com o mesmo título, tanto o original como o traduzido e já há planos para uma adaptação a esta trilogia nos estúdios de Hollywood. 

 

*Informação extraída do site: Wikipédia.

 

 

Sinopse:

 

O jornalista de economia Mikael Blomkvist precisa de uma pausa. Acabou de ser julgado por difamação ao financeiro Hans-Erik Wennerstöm e condenado a três meses de prisão. Decide afastar-se temporariamente das suas funções na revista Millennium. Na mesma altura, recebe uma missão invulgar. Henrik Vanger, em tempos um dos mais importantes industriais do país, quer que Blomkvist escreva a história da família Vanger. Mas é óbvio que a história da família é apenas uma capa para a verdadeira missão de Blomkvist: descobrir o que aconteceu com a sobrinha-neta de Vanger, que desapareceu sem deixar rasto há quase quarenta anos. Algo que Henrik Vanger nunca pôde esquecer. Blomkvist aceita a missão com relutância e recorre à ajuda da jovem Lisbeth Salander. Uma rapariga complicada, com tatuagens e piercings, mas também uma grande investigadora e um dos melhores hackers do país.

 

Juntos, Mikael Blomkvist e Lisbeth Salander mergulham no passado profundo da família Vanger e encontram uma história mais sombria e sangrenta do que jamais poderiam imaginar.

 

«As pessoas têm sempre segredos. É uma questão de os descobrir.» 
"Lisbeth Salander"

 


2 comentários:
Este livro, e o resto da trilogia, estão em todas, mas mesmo todas as livrarias por onde vamos.
Alguma coisa há-de ter de muito boa ;)
Amy Rose a 24 de Outubro de 2011 às 23:01

Este primeiro livro está mesmo muito bom! É grandito, mas vale a pena.
ChadGrey a 26 de Outubro de 2011 às 00:42

Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar