10
Abr 11

 

 

 

 Quando um demónio nos controla,

Quem tem a coragem para nos desafiar?

 

 

William Peter Blatty, antigo vendedor de aspiradores e camionista de transporte de cerveja, sempre teve um sonho... Escrever livros e adaptar esses mesmos livros para os grandes ecrãs.

Em 1973, milhares de pessoas viram a sua vida completamente transformada quando viram no cinema o filme: O Exorcista. Muitas tiveram de ser durante muitos anos acompanhados por psicólogos, pois ficaram bastante danificadas com todo o horror que viram.

 

Pois bem, este filme é baseado num livro lançado dois anos antes com o mesmo nome: O Exorcista. Neste livro podemos ler a história de uma menina de doze anos chamada Regan, filha da actriz bastante ocupada e céptica Chris MacNeil, que ficou possuida por um demónio. Já sem saber o que fazer Chris pede ajuda a dois padres. Estes comprometem-se a exorcizar o demónio, pondo em causa a sua segurança e, principalmente, a sua sanidade.

 

Este livro é, com certeza, um dos livros mais fortes e assustadores que já li. Chegamos ao ponto de questionar se este livro conta-nos um relato verídico ou se é apenas ficção. Rápido na sua acção, várias questões que possamos ter sobre grupos seguidores de demónios e missas negras são respondidas neste livro.

 

Terão muito medo, ficarão assustados e se lerem este livro naqueles momentos antes de adormecer, em vez do sono chegar mais cedo, sofrerão durante horas de insónias. Perguntarão se é no fim deste livro que está o final desta história.


2 comentários:
Confesso que não sou grande fã dos filmes sobre exorcismos, pois parece-me que têm sempre semelhanças a mais entre eles, e alguns são exagerados.
Vou então ter que ler este livro, pois acredito que seja bem mais interessante e real.
Não fazia ideia de que houve muita gente a ter de ser acompanhada por psicólogos depois de verem o exorcista. Deve ter sido realmente transtornante.
Tu tives-te insónias? Não sei porque mas não acredito ;)
Amy Rose a 15 de Abril de 2011 às 15:01

HEHE! Não, não tive insónias, mas o livro está muito impressionante.
Vale mesmo a pena ler... O filme não demonstra nada daquilo que este livro consegue, apenas com palavras.
ChadGrey a 27 de Abril de 2011 às 10:22

Banner
Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar