31
Ago 11

 

inferno Divino

 

 

 

Divina Comédia é um poema escrito pelo italiano Dante Alighieri. Este está dividido em três partes, sendo elas: Inferno, Purgatório e Paraíso. Nesta obra, o escritor Dante apresenta-nos a sua visão do que seria preciso para o caminho entre o Inferno para chegar ao desejado e ambicionado Paraíso, passando pelo inevitável Purgatório. Will Rokos baseou-se na primeira parte da Divina Comédia para em conjunto com a Visceral Games, responsável pelo desenvolvimento, e a Electronic Arts fazerem nascer o jogo: Dante's Inferno, disponível para a Playstation 3. Playstation Portable e XBox 360. Este jogo, adoptando o género Hack 'n' Slash, conta-nos a

 

Estória

 

 

da nossa personagem principal, o Dante. Este teve que partir para a Guerra Santa, mas deixou uma promessa a sua amada, a Beatrice. Promessa quebra promessa, Lúcifer, o "ex" portador da luz, mas que agora é um anjo caído do céu e rei no mundo dos danados ficou com a prometida alma da bela Beatrice. Dante vê em resgatar Beatrice do não merecido Inferno um objectivo a ser cumprido, custe o que custar, dê por onde der, mesmo que tenha que enfrentar as piores criaturas que nos esperam no Inferno, sempre com a ajuda do nosso guia espiritual, Virgil. O nosso guerreiro da Ordem dos Templários, conta com uma

 

 

Jogabilidade

 

bastante sóbria e fluida. A partir do momento que conseguimos apoderar da foice tirada da própria morte, todo um conjunto de habilidades podem ser adquiridas e evoluídas para com sucesso completarmos o jogo. Com a morte dos nossos inimigos e n'algumas fontes, ganhamos orbs, que poderemos posteriormente gastá-las para comprar certas habilidades, como ataques corpo a corpo, evoluir as nossas magias, aumentar a barra de energia e mana, contra-ataques, entre outros. Nesta matéria teremos também de escolher se queremos evoluir Dante segundo duas ramificações: Holy ou Un-Holy. Estes requerem uma evolução que obtém-se dependendo do nosso comportamento perante os nossos inimigos, ou seja, teremos na grande parte dos casos, o poder de escolher uma das duas opções ao derrotarmos as criaturas nossas inimigas: ou condenamos as suas almas, aumentando assim o nível para o nível Un-Holy; ou absolvemos suas almas, purificando-as e consequentemente aumentando o nosso nível Holy. A câmara do jogo é fixa, esforçando-se sempre por nos dar a melhor visão do cenário e situação que esteja a decorrer no cenário, mas por vezes perdemos o nosso Dante de vista, e pior ainda, quando morremos por causa disso. Toda esta acção decorre num

 

Ambiente

 

Infernal. Mesmo no sentido estrito da palavra, pois toda a acção decorre no Inferno. Constantes gritos de agonia e vozes pesadas e fortes fazem parte da constante acção do jogo. Os ambientes escuros, góticos e demoníacos enchem-nos os olhos de muito bom grado. Rios de sangue, paredes de almas enclausuradas, demónios feios e deformados fazem parte destes ricos ambientes. Ninguém vai ficar indiferente quando virem pela primeira vez um bebé demoníaco e pior ainda quando o nosso guia, o poeta Virgil. Para os caçadores de prémios, os famosos e adorados

 

Troféus e/ou Achievements

 

podem encontrar neste jogo o Troféu de Platina ou os desejados 1000 points muito facilmente. Uma especial atenção para o facto de termos de fazer uma combinação de 666 golpes, ou termos de ter todos os ataques Holy e Un-Holy desbloqueados, mas nada de assustador e que meta respeito.

 

Veredicto

 

Apesar de serem inevitáveis a comparação com a série já conhecida e dona do próprio mercado God Of War, Dante's Inferno merece ser conhecido pelo jogo que é e pelo público que o merece. Hack 'n' Slash violento e pesado, cenário infernal e muito bem desenhado e estruturado, deixando no seu final da aventura alguma água na boca para uma possível sequela.

 

Prós

  1. Baseado num famoso poema, dando-lhe vida
  2. Criaturas e Bosses Infernais
  3. Muitos cenários...

Contras

  1. ...Que podem parecer repetitivos
  2. Câmara
  3. O jogo pode ser fácil demais, mesmo no modo mais díficil
Publicado Por ChadGrey às 19:14

comentário:
Vou comprar este jogo um dia destes, depois dos darksiders, experimentei-o e gostei embora a camera fixa irrite-me bastante.
Phi a 5 de Maio de 2013 às 01:21

Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar