24
Ago 11

 

O lado negro da cor

 

Cronologicamente, primeiro vi o filme animado e mágico da responsabilidade dos estúdios da Disney chamado Alice, No País das Maravilhas. Depois, também com o mesmo título, li o livro escrito por Lewis Carrol, sendo o título original em inglês: Alice's Adventures In Wonderland. Em ambas as artes, tanto a da literatura como a do cinema, Alice é apenas uma menina sonhadora, que tinha o seu próprio mundo na sua cabeça e que esse mundo era um sítio mágico, de certa forma colorido e cheio de fantasia. Mas ficam sempre algumas perguntas...

O que é feito do gato sorridente e do coelho branco?

E a Alice? Numa imaginação tão fértil, será uma criança dita normal?

EA chega-se à frente e responde com: American McGee's Alice. A sua...

 

Estória


... Leva-nos ao encontro de uma Alice mais velha, com 16 anos, onde adormeceu enquanto lia o livro Alice's Adventures In Wonderland.

Provocado pelo seu gato preto, um acidente incendiou a sua enorme mansão, onde houveram duas vítimas mortais: os seus pais. Logo de imediato a percebermos da tragédia, vemos de novo Alice deitada num quarto que parece ser o manicómio com ferimentos nos seus pulsos e algo de imediato nos choca: Alice tentou suicidar-se! A menina querida que tinha os seus sonhos e mundos, tentou suicidar-se!

Neste momento, Alice é convocada pelo Coelho Branco para mais uma vez por a ordem em Wonderland.

 

Fairytale Becomes Nightmare

Imagination Becomes Madness

 

E é no País das Maravilhas que somos incorporados na pele de Alice, e assumimos o comando da mesma com...

 

Jogabilidade

 

...na terceira pessoa.

Um grande amigo nosso, o Gato Cheshire, nos primeiros níveis será o nosso guia para nos adaptarmos aos controlos. É, no entanto, nesta matéria que o jogo apresenta as suas maiores falhas.

Apesar de ser um jogo de acção, apresenta também elementos de plataformas, sendo estes bastantes "maravilhosos", até demais, mesmo para o País das Maravilhas. Alice cresceu, mas continua a ser a Alice e não Super Mario... Não deveria ter o poder de saltar o dobro ou mais da sua altura, mas é uma situação que ao principio estranha-se, mas depois entranha-se.

O mais interessante da acção são os combates, que podem ser corpo a corpo com, por exemplo, a faca, ou à distância como umas cartas mágicas que no inicio do jogo nos são facultadas. As armas são outro elemento bastante criativo deste universo. Podemos encontrar a IceWand, uma varinha de gelo; JackBomb, uma caixa bomba; entre muitos outros.

Outros elementos que ainda podemos encontrar são os Power Ups, como por exemplo a RageBox que modifica a Alice, dando-lhe um aspecto ainda mais demoníaca e poderosa; entre outros elementos bastante interessantes, alguns deles referidos no livro e filme animado.

 

Toys Become Weapons

 

Mas é, no entanto, no

 

Ambiente

 

...Que este jogo nos trás maiores surpresas. É bom e chega a ser agradável viver num mundo negro e sombrio, onde crescemos com ele colorido e simpático!

A Alice é uma pessoa violenta. Já não é meiga nem mimada. O gato perdeu muito peso, mas o sorriso não lhe foge da boca felina. O Coelho

Branco ainda é mais depressivo e stressado do que fora. Não, o Chapeleiro não quer ser nosso amigo e a Rainha de Copas é... Heart Of Darkness.

 

Friends Become Foes

 

O mundo está distorcido. Está perturbado e melancólico. Se qualquer um de nós fossemos verdadeiramente transportados para um mundo como este jogo representa, em apenas algumas horas teríamos perdido a nossa sanidade mental e rapidamente deixaríamos de acreditar nos nossos próprios sonhos.

O som aqui também ajuda a misturar os nossos sentimentos com a sinistralidade, pecando um pouco no voice acting, mas nada que perturbe a fluidez da acção. Com isto, o...

 

Veredicto

 

...é que este jogo, apesar de nos lançar para um mundo que nasceu de um conto infantil; de infantil não tem nada. Graficamente está bom, apenas com algumas arestas para limar, mas que no seu essencial nada prejudicam. Não aconselhável a crianças, mas aconselhável a todos os que em crianças conheceram Alice e o seu País das Maravilhas ou graças ao livro sempre ilustrado [eu penso que todas as edições do livro estão ilustrados, pois foi o próprio escritor que desenhou, tal como acontece com O Principezinho], ou ao filme da Disney.

 

Alice Grew Up

So Did Wonderland

 

Prós

  1. Alice com alma negra e sádica
  2. Wonderland distorcido e descontrolado
  3. Personagens
  4. Estória

Contras

  1. Algumas falhas na jogabilidade, principalmente o controlo durante os saltos
  2. Algumas falas/conversas desproporcionais
Publicado Por ChadGrey às 18:37
tags:

2 comentários:
E eu que não sou fã de jogos, ate sou capaz de gostar deste.
Achas? ;)
Amy Rose a 15 de Outubro de 2011 às 20:08

HMMM...

Não sei... Não é o melhor para quem não gosta de jogar ;)
ChadGrey a 15 de Outubro de 2011 às 21:08

Banner
Mais Sobre Mim

Ver

Seguir

2 seguidores

Pesquisar