27
Jun 11

 

 

Game Over?

 

 

Após os 7 filmes, todos eles lançados nos Estados Unidos da América no dia 31 de Outubro de cada ano, tendo sido o primeiro em 2004 e o último no ano 2010; ninguém fica indiferente a Jigsaw, tornando-se num "vilão" dos tempos modernos, do mesmo modo que em tempos passados foram Freddy Krugger; Jason; Alien e Chucky entre muitos outros.

Com isto, e como fã dos filmes que tem tudo de diferente em relação a qualquer outros filmes, pus as mãos no primeiro jogo baseado na franquia:SAW: The Videogame.

É com gosto que o jogo nos põe na pele do detective David Tapp. Pena que o actor Danny Glover não aceitou dar a sua pele ao jogo, nem a voz, sendo esta interpretada por Earl Alexander (Left 4 Dead, nomeadamente, Louis).

 

Estória


 

Situando este jogo no Universo SAW, passa-se imediatamente após o primeiro, onde, como referi, somos Detective David Tapp, que, sentindo-se culpado pela morte do parceiro Steven Sing, fez uma enorme busca pessoal para encontrar Jigsaw e acabar de uma vez por todas com com as mortes por si geradas. Águas vêm, águas vão, o nosso detective foi capturado numa armadilha, onde temos que resolver uma série de obstáculos, num hospital abandonado. Perturbado e com ainda sentida culpa pelo morte da sua parelha, ele desafia esta captura de cabeça erguida e confiante de que vai conhecer toda a verdade. No entanto, não será dado de mão beijada a escapatória do local, pois foi colocado uma chave no corpo de Tapp, chave essa que os inúmeros peões do jogos querem para salvação deles. Aí que teremos que fazer o uso da

 

Jogabilidade


 

Que não nos oferece nada de novo. Há excepção das armadilhas, por si mecânicas e repetitivas mas que vão dando um "novo cheiro" ao género. Muito semelhante a Silent Hill: Homecoming, onde o nosso detective pouco ou nada sabe de artes marciais, limitando-se nas lutas de corpo a corpo a dar murros fracos ou murros um pouco mais fortes, sendo estes últimos para serem possíveis terem um compasso de espera maior. As armas neste jogo são variadas, desde o bastão, moletas, braços de manequins, candeeiros, e até resolver temos acesso, no entanto, desnecessariamente. O nosso grande amigo Jigsaw dispôs pelo nosso cenário do jogo dele alguns planos para nós construirmos algumas minas, mas para isso precisamos dos materiais certos e de encontrar (não muito difíceis, mas raras) as bancadas para as construirmos. No inicio do jogo temos também em nossa posse um isqueiro para o...

 

Ambiente


 

Que é muito escuro. Mesmo havendo lâmpadas espalhadas pelos diversos cenários, essas devem ser económicas e de marca branca porque não iluminam quase nada. O nosso isqueiro parecido com um Zippo é muito mais eficaz. Mais a frente no jogo encontramos também uma máquina fotográfica, onde podemos usar o flash para iluminação e uma lanterna, contudo, o isqueiro mostra-se sempre mais eficaz, seja em que situação for. Como jogadores não sentimos a sensação de claustrofobia ou de tensão atmosférica, como penso que fora essa a intenção. Sentimos é pressão, de quando somos obrigados a resolver os puzzles no tempo oferecido pelo Jigsaw. Caso o tempo passe sem termos concluído o puzzle em questão, somos presenteados pelo ecrã Game Over. Mas não se preocupem, pois os comuns Checkpoints não vos obrigam a demorar a chegar ao local do vosso desfecho infeliz.

 

Troféus e Achievements


 

Estando agora numa geração onde é moda e louvável o possuidor de mais Troféus ou Achievements, parece-me bem vir uma pequena referência aos mesmos do jogo nas análises. Pois em relação a este jogo, apenas tenho a dizer que não oferecem desafio ou dificuldade. Basta fazer um playthrough para concluírem com sucesso todos os Troféus ou Achievements.

 

Veredicto


É que, como fã da saga, fiquei contente por não ser mais um jogo baseado num filme e sim um jogo deslocado para um universo mais conhecido no cinema. No entanto fiquei também triste por saber que este jogo poderia oferecer mais e não oferece. Mas as falhas do jogo, como jogabilidade limitada, gráficos um pouco datados, são compensadas (aos fãs) com a presença de muitas personagens nossas conhecidas e sempre que as vemos formam-se sorrisos de "Olá".

 

A Favor: 

1. SAW

2. Personagens

3. Armadilhas novas e outras adaptadas para o jogo

4. Banda Sonora

 

Contra: 

1. Gráficos

2. Controlo da personagem limitado

3. As partes "sangrentas" poderiam ser [muito] mais impressionáveis

 


 

Publicado Por ChadGrey às 10:13
tags:

Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar