23
Jun 11

 

 

 

"Tu dás-me arrepios, sabias Dexter?"

"Sim, sabia, desculpa Doakes."1.º Temporada

 

Dexter In The Dark é o terceiro livro de Dexter escrito por Jeffry P. Freundlich sob o pseudónimo Jeff Lindsay, lançado pela primeira vez em 2007 nos Estados Unidos.

 

Dexter continua a ser o melhor ser humano do mundo, literalmente, que todas as pessoas queriam ser como ele, ou amigas dele; excepto por um pormenor que ele faz questão de não partilhar com ninguém: ele tem um passatempo que consiste em matar, friamente e de forma bastante teatral, Serial Killers. 

 

Nesta aventura do nosso analista de sangue, ele procura descobrir quem matou, de forma tão bizarra e fria, um estudante do professor Jerry, que tem como base de estudo a essência do mal, se existe ou não e que efeitos poderá ter, caso exista mesmo o mal, no verdadeiro sentido da palavra. Aparentemente, este estudante foi alvo de um sacrifício de uma antiga irmandade, ainda nos dias de hoje no activo e bem viva.

 

Como se não bastasse, Dexter tem uma outra preocupação em relação ao seu disfarce para parecer que o seu comportamento é o "normal" e parte desse disfarce chama-se Rita e tem dois filhos: a Astor e o Cody. Por motivos que Dexter desconhece, Astor e Cody aparentam ter o mesmo "problema" de Dexter, pois sentem necessidade de matar, alimentar o Passageiro das Trevas.

 

Apesar do desfecho do livro não ser o mais cuidado, pois houve uma mudança bastante radical no ritmo do livro. Considero o final muito repentino ao contrário dos dois últimos policiais do Dexter; no entanto é sempre uma história que não é impossível de ser vivida e real e bastante criativa. As conversas que Dexter adopta e escolhe para argumentar são textos extraordinários e implacáveis.

Publicado Por ChadGrey às 16:53

2 comentários:
Sou completamente fã da serie Dexter e confesso que o primeiro livro, o único que li de Dexter, não me entusiasmou. Como os livros seguintes já não são a base da a serie, ainda não me deu grande vontade de ler... Talvez quando acabar a serie, para depois comparar as duas historias.
Amy Rose a 2 de Setembro de 2011 às 00:13

Faltava a imagem do livro neste artigo. Já coloquei.

Pessoalmente e por incrível que pareça, prefiro o caminho que Dexter teve direito na série do que nos livros, mas também valem a pena.
ChadGrey a 2 de Setembro de 2011 às 03:01

Banner
Mais Sobre Mim
Pesquisar